top of page
  • Foto do escritorComunicação CEKN

Seja um pai mais presente


Hoje é muito comum encontrarmos pais mais presentes no dia a dia dos filhos, mas mesmo assim, as maiores responsabilidades, ainda são das mães. E, também, há aqueles pais separados que encontram muitas barreiras em manter um relacionamento mais saudável, próximo e próspero com os filhos.

Para educar corretamente é necessário empenho contínuo dos pais, doação de tempo, afeto e maturidade, para criar bons os modelos de referência e é a partir deles que os filhos replicam as atitudes na vida.


O pai já está buscando dividir as responsabilidades do lar e leva seus filhos para a escola, dá banho, brinca e ajuda nas tarefas escolares. Porém, muitos ainda não sabem a forma correta de aplicar. Por isso, conseguimos captar 10 dicas com a psicóloga especialista em terapia cognitivo-comportamental, Lilian Zolet, para aumentar a interação entre pai e filhos.


DICAS
  1. Participe da rotina do seu filho. Mostre o quanto ele é importante para você. Sempre que possível faça as refeições em família. Converse e fale sobre os seus sentimentos, conte histórias, auxilie nas atividades escolares, ofereça orientações para a criança.

  2. Colabore nas decisões que envolvem seu filho: escola, médico etc.

  3. Seja firme diante das birras. Ensine ao seu filho o jeito certo de pedir e fazer. Administre as suas emoções e jamais aja com raiva.

  4. Escute atentamente o seu filho. Observe o que ele sente e o que fala.

  5. Converse com o seu filho. Sempre mantenha um diálogo aberto e não um interrogatório.

  6. Observe as habilidades e reforce o esforço da criança.

  7. Seja carinhoso. Jamais use palavras que diminuam a estima do seu filho.

  8. Brinque. Tenha momentos de diversão com seu filho. O mais importante é a qualidade do tempo dedicado a criança.

  9. Dedique-se e permita-se a aprender com seu filho.

  10. Seja um exemplo positivo para seu filho. Diante da separação conjugal, por exemplo, mantenha-se participativo na rotina do filho. Jamais fale mal do cônjuge ou brigue na frente da criança. Lembre-se que a separação é do vínculo entre o casal e jamais dos papéis de mãe e pai.

 

fonte: https://revistanovafamilia.com.br/seja-pai-mais-presente/

Comments


bottom of page